post1#184

Ao seu alcance num segundo 

Você consegue imaginar sua vida sem a internet? É quase impossível, não é mesmo? Ela faz o mundo inteiro ficar conectado. A informação de forma virtual é uma revolução. Podemos acessar informações em tempo real, de diversos lugares e no momento em que queremos. Os dispositivos móveis permitem que tenhamos acesso, de qualquer lugar e de formas diferentes. Essa facilidade tornou a educação mais acessível. 

Existem formatos diversos para esse conteúdo chegar até você, ao aluno ou a qualquer pessoa que vá participar de um treinamento. Mas a utilização de vídeo é uma tendência quando falamos de conhecimento. Atualmente, as pessoas têm um monte de coisas para resolver em pouco tempo. Nesse cenário, prender a atenção delas, rapidamente, é um desafio. A informação tem que ser impactante e eficiente.

Os vídeos na palma das mãos

Em 1982, a Sony começou a produzir vídeos no formato Betacam que exigiam equipamentos pesados, produções de alto investimento, hoje ainda usadas nas TV´s. Porém, cada vez menos utilizadas no dia a dia, porque além de caros, os arquivos são pesados, longos e não permitem a atualização das informações, o que acaba gerando a necessidade da gravação de um novo vídeo. Imaginou o trabalho?! Realmente não é nada prático e totalmente fora da nossa realidade, em que a produção de um vídeo não depende mais de equipamento profissional que seja caro. 

Hoje, no universo online, 99% dos alunos possuem, pelo menos, um dispositivo móvel. A utilização de vídeo mobile vem crescendo a cada ano. Em 2013, 1,7 bilhões de inscrições foram feitas em banda larga móvel. E esse índice aumenta 45% ao ano. São números que qualquer empresa, focada nesse modelo de aprendizagem, gostaria de ter. 

De 2012 para 2013s foi feita o dobro de transferência de dados móveis. E já está estimado um aumento de 60% de tráfego de vídeos, ao ano, até 2018, o que mostra que as pessoas estão cada vez mais interessadas nesse modelo. Vale ressaltar que as videoconferências também estão inclusas nesse percentual, e não somente vídeos assistidos no Youtube.

 

Por que usar vídeos? Será que eles servem para o seu projeto? 

As pessoas já estão acostumadas a assistirem TV e a vídeos pela internet. Elas preferem assistir uma situação filmada do que ouvir alguém falando sobre um determinado assunto. Isso é uma realidade. Então, imagine o que essa ferramenta pode fazer pelos treinamentos ou cursos de sua empresa!! De fácil utilização e disponível para a criação de conteúdos online, tem baixo investimento e alto poder de engajamento, principalmente para os grandes grupos. Claro que esses vídeos precisam ser usados direcionando para o perfil dos usuários, que gostam de mais rapidez e acessam pequenos pedaços de vídeos. Isso é comprovado dado que 25% da busca na internet é feita no Youtube, ou seja, 1/4 dos acessos é voltado para a busca de vídeos.  

O uso de vídeos facilita a conexão entre o instrutor e o aluno. Isso é crescente nas salas de aula em diversos locais. Só que o usuário quer interagir com o vídeo, avançar na gravação, quer estar no comando do que está assistindo, na hora que preferir e puder.

A aplicação de uma ferramenta tem que ser planejada e exige avaliação contínua. Não basta simplesmente decidir usar vídeos interativos porque as pessoas gostam. Acompanhar o desenvolvimento dos alunos na capacitação é fundamental. O ideal é que seja feito um planejamento eficiente visando alcançar o melhor resultado.

 

Indicadores que fazem toda a diferença 

De acordo com uma pesquisa feita pela 3M, que traz indicadores sobre ferramentas visuais:

  • 90% das informações absorvidas pelo cérebro são visuais. Elas são 60.000 vezes processadas mais rápido do que a textual.
  • O conteúdo visual tem melhor desempenho para o engajamento ao treinamento.
  • Maior retenção do conteúdo pelos alunos num treinamento, porque 10% é retido do que se lê, 20% do que se ouve, 30% do que se vê e 50% do que se ouve e vê, ao mesmo tempo.

 

Ainda segundo a pesquisa da 3M:

  • 1,2 bilhões de vídeos online são acessados diariamente. Houve crescimento de 1,5 bilhões de 2015 para 2016.
  • Em média 4 horas de vídeos, mensalmente, são acessados por 25 milhões de usuários em smartphones.
  • Os usuários em dispositivos móveis têm 3 vezes mais chances de assistirem vídeos. 

Os dispositivos móveis são menos confortáveis para assistir um vídeo quando comparados a grandes monitores ou TV digitais interativas. No entanto, as pessoas optam por algo que se encaixa melhor à sua necessidade. A pesquisa começa no celular, depois pode ser continuada numa tablet e apresentada em casa pela internet num computador. Essa busca é dinâmica. 

Outras estatísticas interessantes devem ser consideradas. O vídeo online é responsável pelo tráfego de 50% de dados móveis, ou seja, desse grande número de acessos, a metade é para vídeos. No Youtube há 250 mil visitas por segundo, de pessoas que assistem bilhões de horas de vídeos mensalmente. A cada minuto são feitos uploads de 72 horas de vídeos. Em 2012, o Youtube teve mais de um trilhão de vídeos visualizados, ou seja, 140 vídeos assistidos por cada pessoa do planeta. Esses números são incríveis e não devem ser desconsiderados!!!!!

Vamos focar agora em vídeos mobile! Os dispositivos móveis são responsáveis por 25% das visualizações do Youtube.  O tráfego mobile triplicou de 2010 para 2011, e quadruplicou em 2012. Imaginem agora os números atuais! Hoje, a maioria das pessoas tem pressa e muitos compromissos. As pesquisas também indicam que o maior grupo de usuários do mobile é formado por pessoas a partir dos 25 anos.

 

5 Cases de sucesso no oferecimento de cursos online

Relacionamos para você alguns sites que oferecem cursos online de qualidade e de forma eficiente. Conheça: 

COUSERA
A Coursera oferece cursos de diversos formatos. São mais de 22 milhões de inscrições em cursos, alunos em 190 países, São 240 mil inscritos no curso mais procurado e 590 mil tópicos de discussões em fóruns. E mais 34 milhões em minutos de estudo em 571 cursos.  

O Brasil é o terceiro país do mundo com alunos matriculados em cursos no Cousera com 5,1% aproximadamente, ficando somente atrás dos  EUA com quase 28% e a Índia que está próxima dos 9%. Estamos na frente de países como Canadá e Rússia, por exemplo.

 

UDACITY
Criado pelo Google - Google and T & T Facebook MnM Dive - Oferece curso para aplicação de código aberto de alta performance orientado para documentos. O foco desse site é atender aos profissionais de TI. Ele é oferecido em inglês.

 

Udemy
É uma plataforma de cursos online. Oferece uma série de ferramentas para os especialistas criarem seus próprios cursos.  Eles podem ser gratuitos ou ter cobrança de matrícula. Também há suporte técnico para publicar o curso, e mais, os recursos de divulgação do site podem ser usados para ofertá-lo.

 

WIKIHOW
Projeto colaborativo baseado em Wiki que tem a proposta de construir o maior e o melhor manual de instruções do mundo baseado em vídeos com instruções curtas e temas variados, genéricos. Cada vídeo mostra uma etapa do que está sendo ensinado.

  

LYNDA.COM
Fundado em 1995. Recentemente foi comprado pelo Linkedln. É uma empresa privada que oferece vários conteúdos com vídeos e tutoriais. Trabalham com ofertas de softwares e atividades de negócios. O usuário tem acesso ilimitado a todo conteúdo basta fazer a assinatura. Nele pode ser feito um pacote corporativo, inclusive estamos desenhando uma parceria para oferecer seus conteúdos.  

 

Gostou das informações do nosso post? Acompanhe a ACADEMIA da Fábrica de Cursos e aproveite nossos materiais educativos!

Reforço @Fábrica de Cursos

Assine a news da Fábrica!

Postagens mais lidas

Nova call-to-action