post#186.jpg

O LMS desenhado para o seu perfil

O LMS tem que ser customizado de acordo com a necessidade de cada público oferecendo várias experiências. Ele deve ser personalizado. Para isso, a empresa precisa ter bem definido quais são os seus objetivos com o projeto. Essa é uma questão básica. A construção do projeto tem que ser baseada nas necessidades e requisitos da empresa, considerando também seus recursos tecnológicos e o impacto desse investimento no seu orçamento, minimizando assim que o projeto fracasse, porque é difícil ter apoio dos colaboradores numa nova iniciativa.

 

Dicas para orientar a melhor escolha

A decisão de se utilizar um LMS requer alguns cuidados para que ela seja acertada.

Aqui estão algumas dicas para tornar a escolha de um LMS mais simples:

  • Primeiro, analise se a sua empresa precisa de LMS ou se existem outras alternativas que atendam à sua necessidade.  Afinal nem tudo precisa de um LMS, não é verdade? Confirme isso!
  • Em seguida, busque entendimento básico do que um LMS oferece: gestão de programa de treinamento: abrir turma, fechar, matricular, acompanhar essa gestão acadêmica e pendurar os conteúdos, gestão dos treinamentos presenciais, dahsboards etc. 
  • Identifique se a sua empresa quer oferecer programas de capacitação aos seus colaboradores e se há necessidade de documentar, acompanhar e gerar relatórios das atividades dos seus colaboradores.

Se a empresa não tem essas necessidades e seu time de TI tem possibilidade de acompanhar um projeto que venha implantar, você pode buscar outras alternativas mais adequadas. Mas a decisão tem que estar alinhada entre as áreas relacionadas, como Treinamento e Desenvolvimento, Recursos Humanos e equipe de Tecnologia da Informação e baseada na real necessidade corporativa, tecnologia e orçamento disponíveis.

O relatório Learning Management Systems Software Design traz indicadores das funcionalidades do LMS e mostra os recursos mais usados por empresas que utilizam esse sistema:

  • 73% - Avaliação de conteúdo
  • 68% - Gestão de treinamento
  • 53% - Relatórios de acompanhamento

Que a definição do uso de um LMS tem que estar de acordo com a ótica do seu negócio, isso é fato. Mas também considere ouvir experiências de outras empresas que já o utilizam, conheça os fornecedores e avalie a estratégia de capacitação que você utiliza hoje.

A sua utilização terá que atender aos requisitos críticos e desejáveis da empresa em, pelo menos, 80% dos desejáveis e quase 100% dos críticos.

 

O formato personalizado para sua necessidade

Quanto ao seu formato, existem basicamente 2 opções: a empresa pode ter um LMS na nuvem ou instalado dentro do seu próprio servidor.

Mesmo dentro do seu servidor, o usuário poderá acessar fora da empresa, através da sua rede local.

Portanto: 

  • Avalie a melhor solução para o acesso;
  • Pense em segurança e preservação dos dados, por conta da quantidade de pessoas que acessam; 
  • Defina a estratégia de backup. Onde irão ser armazenados os dados?

Outro aspecto importante é saber se o LMS terá que ser integrado com outro sistema, se terá que funcionar entre sistemas. A troca de informações entre sistemas tem que ser avaliada com cautela e se há viabilidade a médio e longo prazos. Peça ajuda ao seu time de TI! Eles serão essenciais nesse ponto.

O LMS é uma plataforma - uma ferramenta para distribuir os conteúdos de um treinamento. Tem que se pensar como essa distribuição acontecerá. De onde virão esses conteúdos, se serão comprados ou produzidos. De nada adianta um LMS sem conteúdo :/

O planejamento de uso de um LMS tem que contemplar a necessidade dos grupos que serão treinados.

Alguns LMS oferecem catálogos integrados, cursos de prateleira. Na Fábrica de Cursos trabalhamos com o SCOPE, que são cursos customizados para a necessidade de cada empresa, embora os conteúdos estejam prontos. Eles recebem uma personalização feita sob medida de acordo com a necessidade da empresa. Caso você queira mais informações, veja no nosso site!

 

O fornecedor ideal e parceiro

A seleção do fornecedor desses cursos - acadêmico, corporativo, diversos segmentos, varejo, etc., é um outro ponto importante. Tem fornecedor que compartilha parte do seu LMS oferecendo soluções mais baratas. É preciso identificar se ele atende às especificações técnicas e à estrutura necessária para o atendimento e o suporte que a empresa necessita.

 

A cada dia novos fornecedores surgem. Selecionar um excelente fornecedor é possível, acredite!!!

Alguns pontos essenciais a se avaliar:

  • Tem experiência no mercado; 
  • É reconhecido pela indústria e pelos clientes, através de recomendações e apresentação de cases que a empresa já fez;
  • A tecnologia utilizada facilita a adequação;
  • Oferece a possibilidade de serviços complementares. Flexibilidade na oferta de serviços e de negociação;
  • É criativo, inovador e acompanha o avanço tecnológico. Se colabora com novidades fornecendo dicas para o melhor desenvolvimento do projeto.

 

O fornecedor tem que demonstrar o pleno entendimento da sua necessidade. Afinal, ele fará parte do seu time e trabalhará para o sucesso do projeto. Algumas empresas terceirizam a gestão do LMS. No entanto, tudo deve estar alinhado ao planejamento pedagógico, para que a identidade corporativa da empresa seja preservada.

Um estudo elaborado pelo Centro de Inteligência Padrão, publicado na EXAME, indicou que, o que melhor define uma empresa que respeita seus clientes apresenta o seguinte, segundo os entrevistados:

  • 22% - Oferece produtos de boa qualidade;
  • 15% - Funcionários são solícitos, canal de contato e serviços de qualidade; 
  • 9% - Agilidade em qualquer canal contato e manter preços atrativos.

 

O investimento na casa dos bilhões no LMS

Atualmente, o mercado de Learning Management System (LMS) gira em torno de 2 bilhões de acordo com a Forbes e segue em franco crescimento. O Instituto Markets and Markets fez um estudo que indicou que o mercado deve atingir 11,4 bilhões até 2020, com crescimento anual de aproximadamente 23%.  Nos EUA, maior consumidor de LMS, está previsto investimento de 8 bilhões até 2018. Números bem expressivos, certo?!

 

Segundo o Relatório da Software Advertising:

  • 45% dos entrevistados aumentaram seus investimentos de forma moderada ou significativa;
  • 45% mantiveram o mesmo investimento;
  • 10% reduziram o orçamento.

 

A maioria dos entrevistados informou, como sendo positivo ou muito positivo, o impacto na área de Treinamento e Desenvolvimento, quando iniciada a utilização do LMS. E indicam que a organização dos conteúdos foi fundamental para a eficiência na distribuição dos cursos. 

O e-Learning é uma realidade e não pode ser ignorada pelas empresas. É preciso adotar um formato de treinamento online, já que a presença da internet na vida das pessoas é real.

O LMS entra como uma alternativa viável para os gestores reduzirem custo, dar agilidade ao tempo dos processos e garantir melhores resultados.

Aproveite para baixar os nossos materiais educativos e ferramentas, disponíveis na ACADEMIA da Fábrica de Cursos.

LMS @Fábrica de Cursos