post#161.jpg

Como eliminar a tensão entre mobile learning e rapid learning no campo do e-learning

À medida que a comunidade do e-learning cresceu para abraçar tecnologia móvel e aprendizagem “on the go”, os termos "mobile learning" e "rapid learning" rapidamente transcenderam o status de palavras da moda e vêm se tornando elementos essenciais de estratégias eficazes de e-learning.

O mobile learning (isto é, a incorporação de dispositivos móveis no processo de aprendizagem) está em ascensão ao lado da adoção do elemento móvel por parte do consumidor e não mostra sinais de desaceleração. A KPCB divulgou recentemente que 87% dos jovens adultos afirmam nunca se afastar do seu smartphone. Abraçar o uso de dispositivos móveis na aprendizagem acarreta uma série de benefícios, como permitir a aprendizagem no ponto de necessidade e aprendizagem social. À medida que a geração Y (os millennials) ingressa no mercado de trabalho, a tecnologia móvel continuará a ser um elemento importante das melhores práticas de e-learning.

Debater aprendizagem móvel (mobile learning) sem debater rapid learning vem se tornando cada vez mais difícil. rapid learning refere-se a um conteúdo de aprendizagem conciso que permite ao aluno absorver informação em partes simples, em pequenas doses. O rapid learning geralmente se utiliza de elementos multimídia para transmitir conceitos simples – por exemplo, um vídeo instrucional de 60 segundos que mostra como preparar uma receita (ex: do Goodful), um checklist ou um pequeno infográfico que explica em detalhes um conceito complexo usando imagens claras. Quando combinada, a sinergia entre a aprendizagem móvel (mobile learning) e o rapid learning pode ajudar a eliminar a tensão do seus programas de treinamento em e-learning. Confira alguns exemplos a seguir.

post#161a.jpg

1. Aumentar o engajamento do aluno

Os profissionais de treinamento e desenvolvimento (T&D) dedicam grandes esforços para conseguir a atenção do aluno. Estima-se que colaboradores verifiquem seu email uma média de 36 vezes por hora. Da mesma forma, eles são interrompidos uma média de 56 vezes por dia.

O ambiente de trabalho está cheio de distrações e o conteúdo do e-learning deve ser capaz de engajar e manter a atenção do aluno para ser efetivo.

O rapid learning engloba o conteúdo em pequenas doses, projetado para uma fácil e simples absorção da informação, e quando oferecido atrás do dispositivo móvel, o potencial é explosivo. Por exemplo, imagine um especialista em treinamento de segurança que executa sua primeira inspeção de segurança no local. Ele será capaz de recordar os elementos que aprendeu no treinamento em sala de aula, mas a retenção de conhecimento está longe de ser perfeita. Usando seu celular, ele pode acessar o seu LMS - Learning Management System ou AVA - Ambiente Virtual de Aprendizagem e encontrar instantaneamente checklists relevantes e pequenos vídeos que vão refrescar sua memória muito mais eficientemente do que artigos, apresentações de PowerPoint ou guias técnicos originais, sem a devida adequação.

2. Fornecer uma melhor experiência ao aluno

Enxergar além do conteúdo e do seu método de entrega faz parte da experiência do aluno, que é tão importante quanto o conteúdo em si. Por esta razão, mobile learning e rapid learning são tão importantes para uma aprendizagem eficaz.

Alunos costumavam aprender com instrutores, livros didáticos e treinamento on-the-job. Obviamente, esses métodos sempre terão o seu lugar, mas numa era em que um aluno pode olhar rapidamente para o seu smartphone e executar atividades do curso no momento da necessidade, por que recorreríamos a livros didáticos?

O Relatório de Mobilidade da Ericsson de 2016 previu que haveria 28 bilhões de dispositivos conectados até o ano de 2021. Enquanto os alunos continuarem a confiar em dispositivos móveis (smartphones, tablets e até outros dispositivos como smartwatches), eles terão um papel cada vez mais relevante no e-learning. Como resultado, é fundamental para os profissionais de T&D desenvolver estratégias de aprendizagem que levem em conta elementos móveis.

post#161b.jpg

3. Alavancar conectividade

Pode parecer óbvio – afinal, conectividade é o propósito principal de um dispositivo móvel. No entanto, a importância da conectividade no e-learning não pode ser exagerada.

Se você está familiarizado com o método 70:20:10, você entende que aprendizagem informal e experimental são essenciais para a forma como os colaboradores realmente aprendem. Dispositivos móveis facilitam a aprendizagem informal porque eliminam barreiras de comunicação. Por exemplo, um aluno pode contactar especialistas e colegas para fazer perguntas “on the job”, bem como receber feedback em tempo real.

Em um mundo que se torna cada vez mais móvel, é importante adotar a tecnologia móvel e o rapid learning para eliminar a ineficiência do e-learning causada por alunos distraídos, oferecendo, consequentemente, uma experiência de aprendizado fraca, e não aproveitando a interatividade no processo de aprendizagem.

Oba! Workshop 0800 da Fábrica!

Assine a news da Fábrica!

Postagens mais lidas

SCOPE @Fábrica de Cursos